Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Carbono Neutro: por influência da Mercur, transportadoras parceiras compensam emissões

 

Publicado em 19/04/2022

Processo consolidado é resultado de projeto iniciado em 2009, marcado pela premissa de gerar o menor impacto possível ao meio ambiente em toda a cadeia produtiva

Por Redação


Foto: Divulgação

A Mercur, indústria com atuação nas áreas da saúde e educação, tem focado a gestão em um modelo de negócio que busca reduzir os impactos ambientais com um olhar atento aos desafios e necessidades sociais. Desde 2015, 100% das transportadoras que atendem a Mercur compensam as emissões geradas pelo transporte dos produtos Mercur.

Desde 2009, a Mercur realiza o inventário de emissões de gases causadores do efeito estufa (GEE), a fim de reduzir as emissões e compensar o que não pode ser evitado. Dessa forma, a partir de várias ações em andamento, passou a ser reconhecida, desde 2015, como uma empresa carbono neutro.

“A busca de soluções mais sustentáveis para um mundo melhor passa pela redução dos impactos socioambientais da Mercur, e também de quem trabalha conosco, nossos parceiros e fornecedores.” – Sonia Marcia Tatsch, liderança da área de Logística da empresa.

Por meio do próprio inventário, a Mercur sabe que a maior emissão de GEE é gerada através do transporte, tanto de distribuição de produto pronto, quanto de entrada de matéria-prima.

TRANSPORTADORAS PARCEIRAS

Há quase 50 anos no mercado, a Patrus Transportes, com sede em Belo Horizonte (MG), vem há mais de 5 anos nessa caminhada junto à Mercur na redução das emissões de CO2. Recentemente, assinaram o Pacto Global da ONU dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e até 2030 compensará 100% das emissões de CO2.

Segundo Vinicius Braga, Gerente de ESG da Patrus Transportes, “a empresa já compensou mais de quatro toneladas de CO2. Respeitamos os biomas das regiões e buscamos as áreas que foram desmatadas ou queimadas para serem recuperadas, a partir do plantio das mudas de árvores. Além disso, cuidamos dessas áreas até que as árvores tenham maturidade".

O trabalho com as transportadoras iniciou ainda em 2011, quando a área de Logística reuniu na Mercur todos os seus parceiros de transporte, com o intuito de sensibilizar e inspirá-los sobre o tema da responsabilidade socioambiental. A partir de então, vários workshops ocorreram anualmente, contando também com a participação de mais setores da empresa e fornecedores de outros segmentos.

Dessa forma, a Mercur inspirou as transportadoras a fazerem as suas compensações, sendo que algumas passaram a fazer seus próprios inventários de GEE (gases efeito estufa) e desenvolverem suas próprias estratégias na busca de melhorias socioambientais. 

Alaor Coelho Canêz, fundador e diretor Operacional e de Frotas da LKC Transportes, de Santa Cruz do Sul, conta que a “transportadora participou desde o princípio das atividades propostas pela Mercur. Com isso, nos tornamos mais conscientes dos impactos e da nossa responsabilidade socioambiental".

Desde 2012, a LKC Transportes faz a compensação de emissão de CO2 com o plantio de mudas de árvores.  Além disso, Kelly Canez, diretora de Recursos Humanos da empresa, relata que as primeiras iniciativas foram arrumar a casa com treinamentos para os funcionários para que compreendessem as mudanças necessárias e se sensibilizassem com as orientações do dia a dia, como a coleta seletiva de lixo. “Buscamos trabalhar de maneira completa, pensando soluções sustentáveis, também conforme os desafios surgem. A renovação da frota foi a partir disso, impactando menos possível no meio ambiente", acrescenta.

“Em movimentos conjuntos, a Mercur, anualmente, através da área de Impactos, gera seu inventário de emissões de CO2 (GEE) e informa a essas empresas o que o transporte gerou tanto de saída – produto pronto – quanto de entrada de matéria-prima.” – Sonia Marcia Tatsch, liderança da área de Logística da empresa.

Assim, as transportadoras fazem as compensações por meio do plantio de árvores e informam com a comprovação, realizada por meio de um certificado de plantio. “Percebemos que esse processo é contínuo e tem efeitos nas nossas parcerias comerciais que também mudaram as formas de olhar para os seus processos internos e sensibilizar os seus stakeholders”, acrescenta Sônia.

MODOS ALTERNATIVOS DE TRANSPORTE E REDUÇÃO EMISSÕES

A Mercur ainda utiliza modais alternativos de transporte, como a cabotagem, sempre que possível, tanto para distribuição quanto para entrada de matéria-prima. Dessa forma, reduz, em média, 58% na emissão do transporte dos produtos.

Um exemplo disso é a distribuição para Manaus (AM), onde 100% é via cabotagem (além do trecho rodoviário e fluvial).  Para a neutralização da emissão do carbono a empresa faz o plantio de árvores nativas, a fim de compensar os impactos negativos que não podem ser reduzidos. Para cada tCO2e (tonelada de CO2 equivalente), são plantadas 6,3 árvores.

 

Artigo(s) publicado(s) na revista e relacionado(s)


 

Logística e a agenda ESG
A pandemia acelera a implantação de ações nas áreas de responsabilidade ambiental, social e de governança corporativa

 

 

Veja também: