Multilog Multilog

Galpões flexíveis são opção de segurança e facilidade na logística portuária

Publicado em 27/06/2022

Estruturas auxiliam no controle de acesso ao terminal e na proteção aos caminhoneiros, além de também viabilizarem a realização de operações administrativas

Por Redação


Foto: Divulgação

A Brasil Terminal Portuário (BPT), maior terminal de contêineres da América do Sul, firmou parceria com a Tópico, fabricante e locadora de galpões flexíveis. Por meio do acordo, a BPT dispõe de três galpões montados para diferentes finalidades no terminal localizado no Porto de Santos.

Em um deles a estrutura é utilizada como área de triagem e conferência. Assim que os caminhões passam pela portaria principal, os colaboradores realizam a vistoria das condições do veículo e do contêiner que estão acessando o terminal. 

“A estrutura facilita o controle e oferece agilidade e segurança à operação logística, já que possibilita a montagem da estrutura dentro do próprio terminal, sem a necessidade de realizar a operação em uma área externa, o que ocasionaria perda de tempo e mais riscos de falha ao processo. Ver que nosso cliente utiliza nossa solução dessa forma é refletir os cuidados de segurança que temos como valores na nossa própria organização.” – Leonardo de Luca, gerente comercial na Tópico.

REUNIÕES

Os galpões não são utilizados exclusivamente para fins logísticos. Em um deles, o foco de uso é a realização de conversas diárias com todos os turnos relacionadas à segurança do trabalho (DDS).

“Por se tratar de uma estrutura flexível, a solução foi perfeita nesse contexto, porque a construção em alvenaria exige muita complexidade em uma área alfandegada. Esse foi um diferencial competitivo e visto com bons olhos para a tomada de decisão”, explica o gerente comercial.

ARMAZENAGEM

Outro galpão da BTP é direcionado para o almoxarifado de peças para as máquinas que operam os contêineres no terminal. Dessa forma, caso uma máquina quebre, a operação fica paralisada por pouco tempo, já que o estoque está próximo ao local.

“No ano passado, um quarto galpão era utilizado como área de DDC (Descarga Direta de Caminhões). Isso demonstra como as soluções da Tópico são flexíveis, tanto no processo de montagem e desmontagem, quanto no direcionamento de seu uso, sendo aplicável às diferentes necessidades do cliente”, pontua de Luca.