LogTalk LogTalk

MRS investe cerca de R$ 500 milhões em 30 locomotivas Evolution, da Wabtec

Publicado em 22/02/2024

De acordo com o presidente da companhia, a renovação da frota é crucial para que a empresa tenha mais eficiência e segurança no transporte de cargas

Por Redação


O negócio está avaliado em cerca de R$ 500 milhões, com as primeiras entregas previstas para 2024 (Foto: Divulgação)

A MRS Logística (MRSA-MB) e a Wabtec Corporation (NYSE: WAB) oficializaram um acordo para aquisição de 30 novas locomotivas da série Evolution. O negócio está avaliado em cerca de R$ 500 milhões, com as primeiras entregas previstas para 2024.

Lançadas em 2022, as locomotivas do modelo ES44ACi são equipadas com motores Evolution Series Diesel, que produzem 4,5 mil cavalos de potência com apenas 12 cilindros. O motor eletrônico a combustão interna de quatro tempos com turboalimentação proporciona maior eficiência energética e menores emissões, graças a um projeto focado na eficiência térmica da combustão combinada com um sistema de resfriamento de ar de dupla admissão.

De acordo com Guilherme Segalla de Mello, presidente da MRS Logística, a renovação da frota é crucial para que a empresa tenha mais eficiência e segurança no transporte de cargas. “Ao utilizar uma frota moderna de locomotivas, promovemos uma melhor eficiência energética no transporte ferroviário e contribuímos para aprimorar a logística do nosso país”, disse.

“A ferrovia já é um modal mais sustentável, mesmo assim empenhamos todos os nossos esforços para que tenhamos a menor emissão de gases possível nas nossas operações, contribuindo assim para o desenvolvimento sustentável. A parceria está alinhada aos compromissos regulatórios assumidos pela MRS junto ao Governo Federal, em uma soma de esforços entre os setores público e privado, que gera mais eficiência para o modal e, ao mesmo tempo, fomenta a indústria ferroviária”, afirmou.

Segundo a empresa, a locomotiva proporciona uma redução de emissões de cerca de 5% em comparação com sua antecessora, a AC4400. Os materiais utilizados na produção também aumentam significativamente os intervalos de manutenção em cerca de 28%, reduzindo os custos operacionais ao longo do ciclo de vida da locomotiva.