LogTalk LogTalk

Com foco em sustentabilidade, JSL mantém média de idade dos caminhões em 3,7 anos

Publicado em 06/06/2023

Signatária do Pacto Global da ONU desde 2014, companhia enfatizou compromisso associado ao ODS 13 por meio de um programa robusto de gestão de emissões de gases de efeito estufa

Por Redação

Com foco em sustentabilidade, JSL mantém média de idade dos caminhões em 3,7 anos
Signatária do Pacto Global da ONU desde 2014, a JSL anunciou que segue com o compromisso associado ao ODS 13 (Foto: Divulgação)

Signatária do Pacto Global da ONU desde 2014, a JSL anunciou que segue com o compromisso associado ao ODS 13 (Objetivo de Desenvolvimento Sustentável sobre Ação contra a mudança global do clima), por meio de um programa robusto de gestão de emissões de gases de efeito estufa. Faz parte dessa ação reduzir a intensidade de emissões em 15% até 2030, incorporando diversas ações em sua estratégia e operações.

Segundo a companhia, uma das ações é a utilização de caminhões com idade média de 3,7 anos, enquanto a média nacional é de mais de 23 anos. Os dados são da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

“Além da frota própria mais nova, a companhia incentiva a troca de veículos pelos agregados e terceiros e organiza treinamentos para os motoristas com o objetivo de melhorar a eficiência e reduzir o consumo de combustível”, afirmou o CEO da JSL, Ramon Alcaraz.

A empresa ressaltou que outra maneira de mitigar as emissões dos gases de efeito estufa (GEEs) é por meio do uso de tecnologia: a TruckPad, empresa da JSL que auxilia na otimização das rotas e na redução de viagens com cargas vazias, o que também leva ao aumento de produtividade para os motoristas.

“Estamos de olho no futuro e estudamos os próximos passos para atuarmos de forma ainda mais sustentável. Buscamos melhoria contínua em nossa eficiência operacional e reduzir o consumo de combustíveis fósseis. Temos incorporado em nossa frota modelos com menor emissão de GEEs, como os caminhões movidos a gás natural veicular (GNV) e elétricos”, ressaltou Alcaraz.

VEÍCULOS ALTERNATIVOS

Segundo a companhia, a empresa mantém parcerias com clientes para viabilizar a utilização de veículos alternativos e realizar cada vez mais testes para o levantamento de indicadores e dados. Outra forma de estimular o engajamento se refere à medição da eficiência operacional, que em grande parte das atividades está atrelada a uma meta de Service Level Agreement (SLA) com clientes.

Para impulsionar os resultados, a JSL tem conduzido programas de premiação de motoristas e operadores, incentivando-os a melhorar o desempenho, além de acompanhamento mensal com instrutores. Ainda no contexto da estratégia de gestão de emissões, outro destaque é o empenho para aprimoramento do Inventário de Emissões, em especial do Escopo 3, com a cadeia de valor.

A companhia destacou que realiza o monitoramento das categorias mais relevantes, conforme premissas do GHG Protocol, e buscou amadurecer análises para reporte no próximo ciclo, além de estudar uma meta alinhada ao SBTi (iniciativa Science Based Targets).