Assinatura Assinatura

Motz registra alta de 40% no volume transportado entre julho e setembro de 2022

Publicado em 20/12/2022

Percentual é em comparação ao mesmo período do ano anterior; ao todo, transportadora digital da Votorantim Cimentos já transportou mais de 11 milhões de toneladas desde o início das operações

Por Redação


Foto: Divulgação

A Motz, transportadora digital da Votorantim Cimentos, registrou um crescimento de quase 40% no volume transportado entre os meses de julho a setembro de 2022 em comparação com o mesmo período do ano passado. No total, houve um salto de 2,9 milhões para 4 milhões de toneladas

De acordo com a empresa, o crescimento no período foi estimulado por fatores como o foco na expansão do time comercial, a conquista de novos clientes e o aumento na base de motoristas.

Criada em 2020 pela Votorantim, a Motz tinha o objetivo inicial de realizar o transporte de cargas de fornecedores da companhia até suas fábricas. No entanto, os conteúdos se diversificaram e, em 2021, foram transportadas mais de 11 milhões de toneladas entre insumos, matérias-primas e produtos acabados. Foram mais de 300 mil viagens no último ano, com uma média de 30 viagens a cada hora.

Segundo André Pimenta, Head da Motz, atualmente a transportadora já possui 25 mil motoristas na base. “Nosso modelo de negócio centraliza a gestão do relacionamento com os caminhoneiros, facilitando desde a seleção dos profissionais, até a administração dos contratos.”

Pimenta ressaltou que, por meio de um aplicativo próprio destinado aos motoristas e investimento em tecnologia, a Motz monitora e acompanha todo o processo de transporte das cargas. “Nosso objetivo é escalar rapidamente o negócio com a utilização de tecnologia de ponta, tornando nosso modelo mais eficiente. Nossa estratégia de expansão comercial em 2022 foi assertiva para o crescimento do primeiro semestre e, até o final do ano, planejamos movimentar mais de 15 milhões de toneladas de cargas para construir uma malha de soluções e oportunidades para os motoristas estarem sempre carregados e faturando.”