Assinatura Assinatura

Multilog investe R$ 50 milhões em novo porto seco em Dionísio Cerqueira (SC)

Publicado em 05/12/2023

De acordo com a empresa, a unidade será o principal ponto de conexão de Santa Catarina com a Argentina e um dos principais hubs de comércio exterior entre o Brasil e o Mercosul

Por Redação

Multilog investe R$ 50 milhões em novo porto seco em Dionísio Cerqueira (SC)
A unidade será o principal ponto de conexão de Santa Catarina com a Argentina (Foto: Divulgação)

A Multilog inaugurará no dia 7 de dezembro o novo porto seco de Dionísio Cerqueira (SC), unidade alfandegada instalada na divisa com a Argentina e conexão com os demais países do Mercosul. Com R$ 50 milhões de investimento, o empreendimento foi construído para atender as demandas do fluxo terrestre de importação e exportação.

De acordo com a empresa, a unidade será o principal ponto de conexão de Santa Catarina com a Argentina e um dos principais hubs de comércio exterior entre o Brasil e o Mercosul.

“Estamos muito orgulhosos de inaugurar o novo Porto Seco de Dionísio Cerqueira e expandir nossas operações para oferecer o que há de mais eficiente em termos de logística integrada, com soluções completas, sustentáveis e seguras”, afirmou Djalma Vilela, presidente da Multilog. “A nova unidade irá fortalecer de maneira relevante a economia local e o comércio exterior no Mercosul.”

VISTA AÉREA DO NOVO PORTO SECO DE DIONÍSIO CERQUEIRA

Segundo a empresa, o fluxo de cargas da unidade de Dionísio Cerqueira deve ser também impulsionado pela entrada em vigor da Lei 17.762/19, norma estadual que trata dos benefícios fiscais de importação do Mercosul (exceto do Uruguai), para as empresas que realizarão o desembaraço aduaneiro naquela unidade.

O Porto Seco de Dionísio Cerqueira está instalado em um terreno com área total de 175 mil m², dos quais 50 mil m² são destinados a uma área de proteção permanente. Quando atingir a capacidade plena de operação, o porto seco contará com 600 vagas para caminhões, além de um bolsão para outros 100 veículos em espera.

A estrutura possui um armazém de 2 mil m², que conta com 128 m² de câmara fria em três docas, para as cargas que necessitam de controle de temperatura. Contempla, ainda, um pátio para cargas perigosas, dois portões de entrada com balanças bidirecionais e outros dois de saída.

GESTÃO

Toda a gestão do porto seco de Dionísio Cerqueira será realizada pela Multilog. De acordo com a companhia, a estrutura tecnológica da empresa conta com softwares consolidados e reconhecidos pelo mercado, e inclui uma torre de controle com um data lakehouse construído internamente, que consolida as informações.