LogTalk LogTalk

Syngenta Seeds substitui carretas pesadas a diesel por utilitários movidos a etanol

Publicado em 01/04/2024

Segundo a companhia, o projeto-piloto visa reduzir emissões de gases do efeito estufa e agilizar entregas

Por Redação

Syngenta Seeds substitui carretas pesadas a diesel por utilitários movidos a etanol

A Syngenta Seeds lançou um projeto-piloto para substituir o uso de carretas pesadas a diesel por veículos utilitários movidos a etanol no carregamento e deslocamento de sementes. Segundo a companhia, os utilitários escolhidos para o projeto diminuem em 90% as emissões se comparados aos caminhões a diesel.

Nos primeiros dez dias de implantação da ação, a substituição das carretas por veículos menores reduziu a dispersão na atmosfera de gases do efeito estufa em 8,5 toneladas (CO2), o que equivale ao plantio de 60 árvores.

Inicialmente localizados nos sites de Matão (SP), Uberlândia (MG) e Formosa (GO), os veículos atendem todo o território de atuação da Syngenta Seeds no Brasil e estão equipados com limitador de velocidade, um componente de segurança para os condutores.

De acordo com a empresa, a ideia é expandir o projeto com o aumento da frota, mas não substituir totalmente o uso das carretas. Desta forma, os utilitários têm o objetivo de serem empregados na movimentação entre os sites, cargas menores de vendas realizadas com menos tempo de programação por parte do agricultor, as quais exigem maior agilidade de entregas.

Conforme explicação do diretor de Supply Chain da Syngenta Seeds Brasil e Paraguai, Marcelo Beccar, até a chegada dos novos carros era necessário realizar o carregamento por completo das carretas para poder enviá-las ao destino, o que tornava o processo lento, devido à grande capacidade de suas carrocerias, e mais poluente, por consumirem diesel. No atendimento das demandas urgentes e pouco volumosas, havia um impacto financeiro pelo alto custo do frete de veículos pesados.