Assinatura Premium Assinatura Premium

Tecnologia e inovação na logística: Robôs humanoides, Sorter 3D e AMRs em destaque na Modex

Publicado em 15/03/2024

Em mais um dia de evento em Atlanta, confirma-se o quanto as empresas de tecnologia continuam a demonstrar o compromisso em oferecer soluções inovadoras e disruptivas

Por Rodrigo Barros *, Eduardo Tedesco ** e Ricardo Rodrigues ***

Tecnologia e inovação na logística: Robôs humanoides, Sorter 3D e AMRs em destaque na Modex
Entram cada vez mais em cena os robôs como solução mais robusta (Foto: Divulgação)

A Modex (Atlanta, USA) continua apresentando inovações que eram aguardadas há muito tempo por profissionais de logística, sobretudo para as operações mais fracionadas, com alta oscilação de demanda e com ampla diversidade de itens (amplo sortimento). Para este desafio, entram cada vez mais em cena os robôs como solução mais robusta, flexível e ágil, com várias soluções interessantes presentes na feira.

A demonstração dos robôs “humanoides” tem capturado a atenção dos profissionais de logística nos anos recentes, pois vem alcançando muito rapidamente um elevado nível de maturidade e confiabilidade em realizar tarefas de manuseio, até então somente realizadas pelo homem, com destaque para as atividades repetitivas e que levam a níveis elevados de fadiga, ou ainda as atividades que não agregam valor ao processo de manuseio, como os deslocamentos em um centro de distribuição.

Na feira já estão sendo demonstradas também soluções robotizadas confiáveis e produtivas de picking de peças (não somente de caixas) de variados tamanhos e formas, que até poucos anos atrás considerava-se como complexo e pouco replicável — mais um retrato da rápida evolução da robótica aplicada às atividades de manuseio na logística.

Nessa direção, não somente o robô humanoide impressiona, mas também os diferentes robôs, no tradicional formato de braços articulados, que hoje contam com a combinação de ventosas (sistema de sucção) com “garras” (em inglês, grippers) que permitem pegar os pequenos produtos em diversos ângulos. Isso tudo só é possível com o uso de tecnologias de Inteligência Artificial com emprego de Machine Learning (onde a máquina continuamente aprende a fazer melhor a cada atividade) e com o emprego de sensores ou câmeras que permitem a identificação dos produtos, sua sequência e posição.


Outro novo avanço tecnológico de destaque demonstrado na feira é o Sorter 3D, que é uma inovação bastante disruptiva para a classificação de itens em uma operação, feita hoje pelos Sorters lineares. De forma modular, surpreendentemente compacta e escalável, em um pequeno espaço é possível alcançar uma capacidade de manuseio da ordem de 14 mil pacotes por hora para um alto número de combinações de destinos, tornando esta uma aplicação bastante versátil para diversos setores.

O Sorter 3D permite trabalhar com embalagens diferentes, desde envelopes até caixas, e alimentar diversos “carrinhos” (nas saídas deste sorter) conforme o destino. A operação de alimentação e retirada dos volumes separados e dos carrinhos é facilitada com o emprego de luzes orientativa (pick to light)

Adicionalmente, ao combinar a alta capacidade e flexibilidade de classificação do Sorter 3D com a mobilidade dos robôs móveis autônomos (AMRs), têm-se sistemas integrados para agilizar o fluxo e a velocidade, minimizando os tempos de processamento dentro do armazém, o que se traduz em rápido atendimento de pedidos com baixa necessidade e dependência de mão-de-obra.

Em mais um dia de feira, confirma-se o quanto as empresas de tecnologia continuam a demonstrar seu compromisso em oferecer soluções inovadoras e disruptivas para os desafios enfrentados pelos profissionais de logística, promovendo avanços significativos para a produtividade e eficiência das operações.


* Rodrigo Barros é sócio-diretor na Connexxion Brasil.

** Eduardo Tedesco é sócio-diretor na Connexxion Technologies.

*** Ricardo Rodrigues é sócio-diretor na Connexxion Consulting.

Exclusivo e Inteligente

Mantenha-se atualizado em Logística e Supply Chain

Saiba mais