LogTalk LogTalk

BRF atinge 100% de rastreabilidade dos fornecedores diretos de grãos

Publicado em 19/05/2023

Rastreabilidade dos fornecedores indiretos avançou de 45% em 2022 para 75% no primeiro trimestre de 2023; novidade vai ao encontro do compromisso da companhia de ser Net Zero

Por Redação

BRF atinge 100% de rastreabilidade dos fornecedores diretos de grãos
Segundo a companhia, é mais um importante passo de sustentabilidade e no compromisso de ser Net Zero (Foto: Divulgação)

A BRF anunciou que atingiu a marca de 100% de rastreabilidade dos fornecedores diretos de grãos provenientes dos biomas Amazônia e Cerrado. A rastreabilidade dos fornecedores indiretos avançou de 45% em 2022 para 75% no primeiro trimestre de 2023.

Segundo a companhia, é mais um importante passo de sustentabilidade e no compromisso de ser Net Zero. Para obter esse resultado, a empresa investiu na implementação de novas tecnologias voltadas à garantia da rastreabilidade dos grãos.

“Por meio de monitoramento geoespacial, do nosso robusto Smart Center, centro de inteligência de dados baseados em inteligência artificial, além da atuação focada e disciplinada do nosso time, conseguimos garantir um eficiente processo de rastreabilidade e monitoramento socioambiental dos nossos fornecedores, impactando positivamente o negócio”, explicou Gilson Ross, diretor de operações e compras de commodities da BRF.

Há dois anos, a companhia anunciou o compromisso de garantir a rastreabilidade de 100% de fornecedores de grãos da Amazônia e do Cerrado até 2025. “Com intuito de aumentar a transparência e reforçar as nossas ambições, estabelecemos compromissos globais e transversais aos aspectos da agenda EESG. Entres eles, o de garantir a rastreabilidade dos grãos adquiridos da Amazônia e Cerrado, associado ao objetivo da Companhia de ser Net Zero”, disse Raquel Ogando, diretora de Reputação e Sustentabilidade da BRF.

SUSTENTABILIDADE

Segundo a BRF, a empresa estabelece diretrizes que seus colaboradores e parceiros de negócios de grãos devem seguir, com base, por exemplo, nas legislações ambientais vigentes e aplicáveis, no cumprimento do Código Florestal Brasileiro, preservação da biodiversidade e das comunidades locais, além da não comercialização em áreas embargadas por órgãos como IBAMA, ICMbio, dentre outros.

A companhia também lançou a “Cartilha de Fornecedor Sustentável de Grãos”, que visa dar mais clareza aos critérios de monitoramento de grãos da empresa e reforçar a importância do engajamento dos parceiros de negócios de commodities quanto aos preceitos de sustentabilidade.