LogTalk LogTalk

Com aumento na exportação de carne congelada, TCP registra recorde duplo em junho

Publicado em 25/07/2023

No mês, foram movimentados 9.529 contêineres de carne (68% de frango e 14% de boi), com destino principal para a China; crescimento desencadeou recordes de volume reefer e movimentos por hora no cais

Por Redação

Com aumento na exportação de carne congelada, TCP registra recorde duplo em junho
No mês do recorde duplo, foram movimentados 9.529 contêineres de carne (Foto: Divulgação)

A TCP, empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá, registrou um volume de 8.479 contêineres de carne bovina no terminal no primeiro semestre de 2023. O número representa um crescimento de 87% em comparação ao mesmo período do ano passado, quando foi registrado volume de 4.531 contêineres.

Segundo a empresa, os números acompanham o crescimento geral de carne congelada na empresa, que desencadeou dois recordes: um de volume reefer (contêineres com controle de temperatura e em grande parte usados para o transporte da proteína animal) e outro de movimentos por hora no cais.

No mês do recorde duplo, foram movimentados 9.529 contêineres de carne, sendo 68% de frango e 14% de boi, com destino principal para a China. “Contamos com a maior área reefer do Brasil e o nosso objetivo é seguir mantendo esta excelência no setor, ampliando cada vez mais os nossos serviços”, explicou o gerente comercial, de logística e atendimento ao cliente da TCP, Giovanni Guidolim.

O sistema de dados Dataliner informa que o Mato Grosso é o estado líder em produção de carne bovina para exportação no terminal. “Diversos estados estão utilizando nossas vantagens logísticas, principalmente a flexibilidade, para receber antecipadamente o embarque de volumes reefer para exportação. O Mato Grosso é campeão neste aproveitamento”, destacou o executivo.

Em nota, a TCP destacou que a empresa é o modal ferroviário, único no sul do país com acesso direto a zona alfandegada. Segundo o gerente comercial, a ferrovia é responsável por transportar um em cada cinco contêineres de exportação até o terminal e atende a diversas demandas, entre elas 25% da exportação de carne congelada.

RECORDES TCP EM 2023

Em junho, a TCP registrou o quarto mês de recordes em 2023. Desta vez, a empresa movimentou 10.750 contêineres reefer, superando a marca de 10.682 movimentos alcançada em março deste ano. O segundo recorde foi em relação à operação mensal em navios. A TCP alcançou a média de 106,6 MPH (movimentos por hora), superando o último recorde registrado em outubro do ano passado de 106,1 MPH.

O gerente de operações, Felipe de França, explica que a sequência dos recordes de movimentação reflete o alto nível de demanda de mercado e de produção do terminal. “Investimos de forma contínua nos processos, sempre aliando as estratégias aos cenários atuais. Os resultados refletem o comprometimento do time com a excelência nos serviços”, afirmou.

Entre os projetos mais recentes de investimentos está a ampliação e modernização dos gates (portões de acesso) e o aumento das tomadas reefer de 3.572 para 5.126 até o final de 2023. De acordo com a TPC, o terminal também implantou recentemente uma subestação para sustentar o consumo de energia para o aumento da área para contêineres com controle de temperatura.

Além disso, até o final do ano, 11 novos guindastes do tipo RTG (Rubber Tyred Gantry Crane) serão entregues para atender não só a demanda atual, assim como o crescimento orgânico esperado.