LogTalk LogTalk

Prestex inicia operação no transporte aéreo emergencial de produtos farmacêuticos, químicos e alimentícios

Publicado em 10/04/2023

Empresa recebeu a certificação da ANVISA em março para transportar insumos que necessitam da licença no órgão regulamentador; com o novo setor de atuação, a previsão é de crescer 40% em 2023

Por Redação

Prestex inicia operação no transporte aéreo emergencial de produtos farmacêuticos, químicos e alimentícios
Segundo a empresa, desde 2020, foi investido cerca de R$ 1,8 milhão em estrutura (Foto: Divulgação)

A Prestex anunciou o início de suas operações para o mercado de insumos que necessitam de autorização da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). A partir de agora, a companhia pode realizar o transporte de medicamentos, produtos farmacêuticos e de higiene, cosméticos, perfumes e saneantes domissanitários. Com o novo setor de atuação, a Prestex prevê crescer 40% em 2023.

Segundo a empresa, desde 2020, foi investido cerca de R$ 1,8 milhão em estrutura, tecnologia e capacitação dos colaboradores para que pudesse obter a licença da ANVISA e assim ingressar no mercado logístico aéreo fármaco.

O crescimento do mercado farmacêutico brasileiro deve superar em 12% em 2022 e continuar crescendo cerca de 10% em 2023, segundo levantamentos da consultoria IQVIA. A publicação Perfil da Indústria Farmacêutica 2022, da Sindusfarma, aponta que o mercado de medicamentos movimentou R$ 88,28 bilhões em 2021.

Houve crescimento de 14,21% em reais, em relação ao ano anterior, representando aproximadamente 2% do mercado mundial, sendo o 8º em faturamento no ranking das 20 principais economias. Na América Latina é o principal mercado, à frente de México, Colômbia e Argentina.

“A logística emergencial aérea é estratégica para transportar de forma eficiente e eficaz insumos para as indústrias farmacêutica, química e alimentícia. Esses setores atuam com muitos materiais termossensíveis, com a necessidade de armazenamento e transporte específicos para garantir a saúde da população”, explicou o Chief Commercial Officer da Prestex, Marcelo Zeferino.

Segundo o executivo, a empresa está adequada à RDC (Resolução da Diretoria Colegiada) 430 da Anvisa. “Nos preparamos para receber essa certificação da ANVISA e assim atender os clientes individualmente com a melhor solução para cada um. Já trabalhamos dessa maneira com a indústria da transformação e agora toda nossa expertise será aplicada no mercado de Farmacêuticas, Químicas Farmacêuticas e Alimentícias Farmacêuticas”, acrescentou Zeferino.