Multilog Multilog

Com tecnologia, gerenciadoras de risco recuperam R$ 340 milhões em sinistros de cargas 

Publicado em 24/06/2024

Segurança no transporte será um dos temas da 5ª edição do “Logística do Futuro”; evento promovido pela MundoLogística reúne especialistas do setor para discutir e explorar tendências e inovações 

Por Camila Lucio 

Com tecnologia, gerenciadoras de risco recuperam R$ 340 milhões em sinistros de cargas 
Frota de caminhão (Foto: Shutterstock)

Nos últimos anos, a segurança no transporte de cargas tem sido uma preocupação crescente no Brasil, impulsionada pelo aumento dos roubos de cargas e pela necessidade de proteger tanto os bens quanto as pessoas envolvidas no processo logístico. A tecnologia tem desempenhado um papel fundamental na mitigação desses riscos, proporcionando soluções que visam a segurança da carga, do equipamento e das pessoas. 

Em 2023, o Brasil registrou mais de 17,1 mil roubos de carga, um crescimento de 4,8% na comparação com o ano anterior. Segundo cálculos da Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística, o prejuízo anual ultrapassa R$ 1,2 bilhão. Conforme dados divulgados nesta semana na “Análise anual de roubo de cargas nstech”, o Sudeste continua na liderança dos prejuízos e ocorrências de roubo de cargas.  

De janeiro a março deste ano, o centro de inteligência da Overhaul registrou 3,6 mil roubos de cargas — o que representa uma média de 1,2 mil casos por mês. Das ocorrências totais, 93,8% foram violentas. Apesar de os números permanecerem altos, o estudo indica que este é o menor registro de roubos de cargas no primeiro trimestre no país desde 2021, quando atingiu 4,1 mil ocorrências — em 2022, foram 4,1 mil, sendo o recorde em 2023, com 4,5 mil.  

O relatório da Overhaul aponta ainda que aproximadamente 23% dos roubos ocorridos em todo o país no primeiro trimestre de 2024 tiveram como alvo o transporte de mercadorias compradas em lojas virtuais.   

IMPACTO DA TECNOLOGIA 

De acordo com o estudo da nstech, em 2023 as três gerenciadoras de risco do grupo — BRK, Buonny e Opentech — gerenciaram mais de R$ 1,9 trilhão em cargas nas mais de 15 milhões de viagens realizadas pelos clientes. Os indicadores contemplam sinistros evitados, sinistros recuperados e sinistros nos quais as quadrilhas lograram êxito.  

Em 2023, considerando a média das três gerenciadoras, foi registrado o maior e melhor índice de sinistros evitados/recuperados: 74%. Segundo a statup, esse percentual corresponde a mais de R$ 340 milhões em sinistros evitados ou recuperados em 2023.  

Outras empresas também estão investindo em inovações disruptivas como uma aliada no combate ao crime nas estradas. Como o caso da T4S Tecnologia, que desenvolveu o sistema de "choque elétrico inti-Invasão". 

A solução consiste em manter as cargas protegidas no interior do caminhão com carroceria fechada (baú) — com choque elétrico anti-invasão — enquanto as forças policiais e de pronta resposta disparadas pelo gerenciamento de risco estiverem a caminho. 

a Onisys desenvolveu um sistema que utiliza Inteligência Artificial para identificar os hábitos de motoristas, reconhecer desvios na condução dos veículos, estabelecer um perfil de direção segura e ajudar embarcadores e transportadores na prevenção de acidentes e na gestão da segurança. 

O objetivo é associar os investimentos em tecnologias embarcadas — como telemetria, câmeras de monitoramento, ADAS, direção assistida e sensores de fadiga e de ponto cego — à preocupação com a vida dos motoristas e com a eficiência das operações de transporte. 

LOGÍSTICA DO FUTURO  

O investimento em tecnologia para a segurança no transporte de cargas é uma tendência que veio para ficar. Com a implementação de soluções, as empresas estão conseguindo proteger melhor as cargas, equipamentos e pessoas, criando um cenário mais seguro e eficiente para todos os envolvidos.  

O tema será um dos temas discutidos na 5ª edição do “Logística do Futuro” — evento da MundoLogística que reúne profissionais e especialistas do setor para discutir e explorar tendências, inovações e melhores práticas que moldarão o futuro dessa área.  

Com mais de 70 palestrantes e abordando temas como omnicanalidade, colaboração, uso de Inteligência Artificial, otimização de malha e responsividade, o evento será realizado nos dias 2 e 3 de outubro no Transamérica Expo, em São Paulo. As inscrições podem ser realizadas no site https://logisticadofuturo.com.br/